30 de jan de 2010

Swing Não é pra Pobre

O fudido vê tudo com maus olhos e limitação”, dizia um casal (dinossauro) conhecido meu. Repare que não é uma pergunta. É uma afirmação. Eles de fato acreditavam nisso e eu, inclusive, brigava muito com este casal por conta da arrogância e soberba deles. Porém, com o passar do tempo, na prática, passei a ver coerência no preconceito. Pode? (diga-me você, basta escrever o que pensa no campo Comentários) Sim, com o passar do tempo, vi algumas coerências na tal coisa “Swing não é pra pobre. O fudido vê tudo com maus olhos”. Ver algumas coerências não significa concordar plenamente. A questão é: os mais favorecidos são MAIS FAVORECIDOS, oras. E a diferença crucial se dá na questão ACESSO. Acesso a educação, cultura, lazer e bla-bla-bla. Tais acessos modificam as pessoas, as tornam diferenciadas. Favorecidos, porra! E o fudido? Não é regra, mas geralmente estudam menos, vão menos a teatro, museu e cinema. Acreditem, essa porcariada ajuda a abrir a cabeça. Mas, como falei, não é/há regra. Tem o pobre muito bem formado, educado e de ótimo espírito; e tem rico mal formado e que não tem aptidão para o trato com PESSOAS.

Em resumo e pra ratificar. O que vai permitir uma boa relação não é a grana. São as características do indivíduo (isso inclui postura, fluência verbal e consciência do que é, o que faz, onde está e com quem. Obviamente aparência, também, está nos pré-requisitos). Eu que sou fudido (isso é público), posso confessar que nunca tive problemas por conta disso. Numa época mais fudida, eu ia de ônibus para os encontros. Teve caso em que fui de Kombi (aquela lotação – risos) pra encontrar casal Top de Linha, esposa modelo, cobertura de frente pra praia. Pergunta: o fato de eu ser fudido atrapalhou algo? Nadica de nada! Quando a pessoa busca prazer, ela quer se relacionar bem, isso pede PESSOA, e não dinheiro. Do contrário fariam um consolo com cédulas de 100 (Real, Dólar ou Euro) e teriam um orgasmo bem rico. Então, um brinde a relação de PESSOAS elegantes, maduras, inteligentes e liberais!

É isso, fique ligado e a vontade...



Clique e Seja Meu Seguidor no Twitter



Por Brad Montana

3 comentários:

  1. Oi.

    Pô, essa musica tá irada, hein...

    Acho que, num país como o nosso, tende a entender mais as diversões liberais os mais "favorecidos". Eu também já fui um phodido. Mas, sempre quis deixar de ser para aproveitar as coisas boas da vida, porraaaa !

    Não podemos nos acomodar, vendo os outros curtir, enquanto nós "chupamos"... dedo. Só temos uma chance - esta vida.

    Abraços !

    ResponderExcluir
  2. Cara, você escreve muitíssimo bem e seu blog é de um nível muito interessante.
    Fica em paz e sucesso!

    ResponderExcluir
  3. com essa carinha e esse olho lindo...imagina se faz diferença você ser ou não lascado..fudida e o queremos ser por você ..rsrsrs...beijo
    Srª Pimenta DF

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.