PESQUISE...

20 de out de 2014

A Festa do Pornô Nacional

Aconteceu em São Paulo, no último dia 14, a 1ª edição do Prêmio da Indústria Pornô, o PIP. Organizado pela Playboy TV do Brasil, e tendo como curador o canal adulto Sexy Hot, o evento contou com a presença de pessoas públicas, além de grandes nomes do pornô. Foram 11 categorias, sendo 9 decididas através de voto (pela Internet) e duas por um júri técnico. Eu estive lá e concorri a MELHOR CENA DE SEXO ORAL, categoria que venci. Mas a grande sensação da noite, sem sombra de dúvida, foi Angel Lima. Única atriz a concorrer em quatro categorias, a loira levou 3 prêmios.


A 1ª edição do PIP surpreendeu, positivamente, a todos. Foi, acima de tudo, uma grande e bela festa. O evento teve como cerimonialista o cantor e ator Serjão Loroza. Outros famosos como, por exemplo, Rafinha Bastos, também marcaram presença. A imprensa (G1, UOL, CQC, The Noite, entre outros) cobriu o evento e repercutiu em tom positivo o que aconteceu. Após a cerimônia de premiação um coquetel encerrou e deu o tom da noite. O que seu viu foi muita animação e enorme expectativa por uma próxima edição. De fato o PIP 2014 mexeu com os brios de produtores, atores e atrizes.


Os vencedores foram, de certa forma, previsíveis (como é no Óscar, quem entende tem seus palpites – risos). Eu me surpreendi, apenas, em duas categorias: Melhor Diretor e Melhor Atriz. Eu imaginava que Gil Bendazon vencesse como diretor e Angel Lima como atriz. Marco Cidade (o qual não conheço o trabalho, admito) e Fabiane Thompson levaram a melhor. Aliás, a vitória de Fabiane foi o reconhecimento formal a uma longa e arrebatadora carreira, encerrada há, pelo menos, 1 ano. Mas nem Angel e nem Gil podem se queixar. Os seus nomes foram os mais citados e/ou descritos nos vídeos de apresentação ao longo da premiação. Gil Bendazon levou duas estatuetas com a produtora Red Angel e uma pela Brasileirinhas, entre elas a de Melhor Filme (Show de Bundas, da Red Angel). Já Angel, a única atriz a concorrer em 4 categorias, venceu como: Melhor Cena de Fetiche, Melhor Cena de Sexo Oral e Melhor Cena de Sexo Anal (essas duas últimas de suma importância em vídeos adultos).

Há quem especule se o prêmio pode promover alguma mudança no mercado de filmes adultos nacional. Uma vez que o mesmo vive o que se considera uma crise. Eu, particularmente, entendo que o prêmio em si, não. Contudo, a filosofia que motivou a sua realização, sim. Ou seja, acreditar, buscar meios de fazer, criar, inovar, enaltecer. É preciso que quem produz pornô compreenda e aceite, definitivamente, as novas características do mercado. E aproveite da ocasião pra trabalhar de forma diferente, longe do obscurantismo do passado e, o que é mais importante, valorizando a mão de obra, em especial as atrizes; peças fundamentais pra esse trabalho acontecer e que, invariavelmente, são vítimas do preconceito e hipocrisia da sociedade.

Sobre os aspectos técnicos do prêmio (categorias, por exemplo), algumas críticas são pertinentes. Faltaram categorias fundamentais como, por exemplo, vídeo amador, “hall da fama” (homenagem a grandes nomes), melhor cena e diferenciar o que é vídeo de filme (com roteiro/história). O fato do PIP ter expandido o ano de produção das obras (de 2010 a 2013), também, foi algo que gerou algumas falhas. Nomes que já deixaram o mercado e sequer tem interesse de ser associado a ele, concorreram, venceram e não compareceram (foi o caso de Mônica Mattos, que venceu Melhor Cena de DP). Contudo, é preciso considerar que parte das produtoras não estava (no que se refere a
regulamentação dos filmes) pronta para participar. E, talvez, sem que essa tolerância fosse dada, algumas categorias poderiam ser limadas ou o próprio PIP não acontecer.


O Sexy Hot mostrou-se feliz com o resultado (e é pra ficar mesmo). O canal dá como certa a segunda edição, em 2015, e prometeu divulgar em breve o cronograma do próximo Prêmio da Indústria Pornô. Podemos esperar um evento mais competitivo e dentro da realidade atual do pornô. Por duas razões: obras inscritas serão de 2014 e produtores pensando em coisas específicas pra concorrer em categorias que não tiveram material. Enfim, o PIP 2014 cumpriu o seu objetivo, deixou um gostinho de quero mais e enorme expectativa para o que há por vir. 

10 comentários:

  1. Parabéns pelo relato e principalmente pelo seu trabalho, o importante é dar o primeiro passo pois assim começou o AVN

    ResponderExcluir
  2. Montana... quero escutar bastante seus gemidos na cama na proxima producao... vc parece mudo...huahaua.... bjsss gostoso

    ResponderExcluir
  3. Uma cena com Cleo Cadillac, tem que ter vai kkkkk

    ResponderExcluir
  4. Brad e a Vivi Fernandes não vai convida-la para retornar, tu não tem tesão nela, se desejar sucesso é bom tentar, não tentar não, conseguir filmar com ela, a Deusa tem de voltar

    ResponderExcluir
  5. Olá, Brad Montana, acho que todas as mulheres que frequentam o blog e são fãs suas como eu sou amariam se vc postasse mais fotos sensuais suas, é só uma sugestão rs, bjs e até mais meu ícone do pornô.

    ResponderExcluir
  6. Mew cara vc è mto gostoso sou sua fã mew toh loka pra dah pra vc como fazemos?

    ResponderExcluir
  7. Mew cara vc è mto gostoso sou sua fã mew toh loka pra dah pra vc como fazemos?

    ResponderExcluir
  8. Tenho 22 anos heterossexual e tenho um pênis bom quero fazer um vídeo... Sou vizinho da Nanda.
    Moro na Colonia

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.